domingo, 1 de janeiro de 2012

ano novo



Para o ano novo, se eu conseguir ser nova, quero o sabor de saber, na prática, que somos feitos para a felicidade. Para a troca. Para a paz. Para a bondade. Para facilitarmos a existência uns dos outros. Para a coragem e a alegria de simplesmente ser.


No ano novo, bem mais do que nos outros, quero ter mais cuidado com os sentimentos alheios. Mais compaixão. Mais empatia. Mais tolerância. Suspender o julgamento. Trocar a crítica pelo respeito. Parar de achar que eu faria diferente, que eu diria diferente, quando não é a minha vida que está na berlinda.


ANA JÁCOMO

Um comentário:

Ducke Fuble disse...

Olá.sou duck fuble!prazer em conhece-la,e por ter me proporcionado tamanha honra em ler suas poesias,e de constatar seu bom gosto na escolha de versos.
Creio que poderiamos trocar muitas idéias,sou um jovem poeta,que adorou seu blog,sou porto-alegrense de coração,moro em uma cidade que fica á 90kl daí,e vou no minimo uma vez por mes para aí.
De qualquer forma foi um prazer ter-lhe enviado essa mensagem,grande abraço do duque das tristes ilusões.
D.FUBLE