quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Tem dias que o que mais se quer, é ouvir que nada mudou.



Arte de Raquel Taraborelli

A gente faz que entende.
Que encara o desapego;
subestima com naturalidade.
A gente até tenta,
dar as costas ao passado;
conviver com o que ficou.
Mas bem lá fundo,
tudo ainda se move...
Tem dias que o que mais se quer,
é ouvir que nada mudou.


Patty Vicensotti

Um comentário:

Fernanda D'Avila disse...

Hoje era exatamente o que eu queria ouvir para estar em paz. No entanto tudo mudou e jamais será a mesma coisa. Tem perdas que simplesmente não podem ser repostas.