quinta-feira, 13 de setembro de 2012

As pessoas grandes adoram os números


Arte de Jean Marc Janiaczyk



[...] As pessoas grandes adoram os números. Quando a gente lhes fala de um novo amigo, elas jamais se informam do essencial. Não perguntam nunca: “Qual é o som da sua voz”? Quais os brinquedos que prefere? Será que ele coleciona borboletas? “Mas perguntam”: “Qual é sua idade? Quantos irmãos tem ele? Quanto pesa? Quanto ganha seu pai?” Somente então é que elas julgam conhecê-lo.

Se dizemos às pes
soas grandes: "Vi uma bela casa de tijolos cor-de-rosa, gerânios na janela, pombas no telhado...” elas não conseguem, de modo nenhum, fazer uma ideia da casa. É preciso dizer-lhes: “Vi uma casa de seiscentos contos”.
Então elas exclamam: “Que beleza!” [...]”


Antoine de Saint Exupéry

2 comentários:

Bárbara Nascimento disse...

Agora sim, reconheci o texto e o autor rsrs, finalmente li O Pequeno Príncipe, tão simples e tão profundo, uma riqueza.

Lisia disse...

Saint Exupery é sempre atual. Vivemos tempos em que as aparências e, em especial, as contas bancárias são cartões de visita. Isto nos entristece pois os verdadeiros valores ficam em segundo plano, aparentemente não interessam. Beijo grande Martha