domingo, 16 de outubro de 2011

Se a gente se ama, a gente se entende

Faby Artiste
Guardanapo

A gente nunca conversa

e quando conversa

a gente briga.


Mas é bom;

colocar os pingos nos is  

ou não.


A gente nunca
tem tempo

A gente tem

tempo

Mas a gente sempre tem,

além do tempo

medo dessas horas


A gente diverge

A gente converge

A gente se engana

A gente se ama.


A gente se ama?


Se a gente se ama,

a gente se entende.


Lúcia Gönczy

2 comentários:

Laerton Santos disse...

há algum tempo que acompanho seu blog (em silêncio), mas hoje resolvi falar o quanto a arte e a poesia que ele exala, por vezes, ilumina minha minha vida. Parabéns pelo blog!
Até mais! =]

Martha Helena disse...

Que alegria que me proporcionou. Essa é a idéia: juntar arte e poesia e causar emoção...obrigada!